NÚCLEOS NOTÍCIAS PUBLICAÇÕES TRATAMENTOS PARAMILOIDOSE A ASSOCIAÇÃO
O meu transplante hepático
  • O meu transplante hepático
O meu telemóvel tocou por volta das 10 da noite do dia 17-04-2002 enquanto via televisão.
Era a coordenadora do hospital de Dublin a dizer-me que um órgão se tinha tornado disponível para mim e que tinha 1 hora para fazer as malas pois uma ambulância viria buscar-me.
Apesar de estar a espera desta chamada há um ano nunca se esta preparado e durante algum tempo lembro-me de pensar se teria sido fruto da minha imaginação...
O meu transplante iria ter lugar no Kings College Hospital, e não deixei de ficar impressionado com a organização preparada para me levar de Dublin para Londres. Foi como ser "VIP" por uma noite, da ambulância para o avião militar e deste já em Londres para uma outra ambulância em menos de 3 horas estava na cama do hospital a fazer testes.
Os meus testes estavam bons, restava apenas re-testar o órgão, nesta fase tudo pode ainda ser cancelado.
Mas tudo correu pelo melhor e a operação começou por volta das 9 da manha do dia 18-04-2002, eu acordei as 16h00 nos cuidados intensivos, no dia seguinte dei os meus primeiros passos e de dia para dia ia sentindo verdadeiras melhoras.
Enquanto estava no hospital a recuperar lembro-me de pensar que finalmente o calvário tinha terminado e eu iria ter a minha vida de volta.
Enquanto sentia uma enorme vontade de realizar todos aqueles projetos que estavam adiados por causa deste transplante cada dia que passa torna-se melhor que o passado o que me faz olhar para o futuro com outros olhos.
Claro que tenho que ir com calma mas a ideia de poder envelhecer, ter filhos e vê-los crescer passou a ser uma realidade a partir de hoje e isto e muito importante.
O meu Pai nunca me preparou para isto, mas eu penso que chegou finalmente a altura de o deixar descansar e dizer-lhe adeus.
Ele deve estar orgulhoso de mim como eu sempre tive dele e dos poucos anos que convivemos muito me ensinou e muitas recordações guardei para mim.
E queria aproveitar para agradecer a todos aqueles que de uma forma ou de outra me ajudaram neste período difícil da minha vida, mas especialmente quero agradecer a minha Mãe e a minha Mulher pelo apoio que sempre me deram.
 
Obrigado!
 
Pedro Soares
E-mail: p_hmsoares@yahoo.co.uk
18/04/2002
O Salvador era uma criança sempre alegre...
O meu transplante hepático